Cresci em uma época em que a mulher “precisava ser forte” e determinada se quisesse encontrar o seu próprio espaço. Em meio à uma sociedade controlada e pautada por valores masculinos, definitivamente essa não era uma tarefa simples.

Minha mãe se separou do meu pai quando eu tinha 9 anos de idade. Uma realidade dura para duas crianças pequenas… (minha irmã e eu).  Numa época em que a mulher para exercer sua autonomia, independência e liberdade precisava “quebrar as regras” existentes. Foi nesse momento que minha mãe começou a trabalhar, a se envolver em estudos e desenvolver pesquisas, a criar suas próprias regras e diretrizes.

Ler mais